06 dezembro 2008

Sêlenio pode prevenir câncer de próstata

Homens com níveis reduzidos de selênio, elemento encontrado em certos alimentos e suplementos, têm 4 a 5 vezes mais possibilidades de contrair câncer de próstata, segundo um estudo publicado no periódico Journal of Urology.


Segundo James D. Brooks, principal autor do estudo realizado na Universidade Stanford, a pesquisa confirmou que níveis elevados de selênio no sangue estavam associados ao risco reduzido de câncer de próstata.


"Talvez a descoberta mais interessante seja o fato de o nível de selênio no sangue diminuir com a idade, um fato que não era conhecido previamente. Além disso, o estudo mostrou que existia uma conexão direta entre o selênio e o câncer de próstata: homens idosos com níveis elevados de selênio estavam sob menor risco," disse o especialista.


O estudo sugere que a ingestão de alimentos ricos em selênio, como castanha-do-pará e atum, ou a administração de suplementos alimentares podem reduzir o risco para esse tipo de câncer, o maior causador de morte entre homens.


Os pesquisadores concluíram que os resultados suportam a hipótese de que suplementos de selênio podem funcionar como redutores de risco. Como o selênio no sangue decresce com a idade, suplementos podem ser benéficos para idosos.


Um estudo maior está sendo iniciado na mesma universidade e em outros centros médicos para testar se os suplementos reduzem as taxas de câncer de próstata.


O estudo de Brooks incluiu 52 homens com câncer de próstata e 96 sem a doença. A idade média dos participantes era inferior a 69 anos. Os históricos de saúde e os riscos médicos dos participantes haviam sido rasteados por muitos anos, como parte do Baltimore Longitudinal Study of Aging.


Nenhum comentário: