11 dezembro 2008

Soja e Cogumelos diariamente




Mais do que consumir um alimento altamente protéico e nutritivo, incluir cogumelos e soja na alimentação diária pode ser uma medida preventiva contra doenças como o câncer.


Diante disso, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) quer mudar os hábitos alimentares dos brasileiros.


Em seus laboratórios em Brasília e Londrina, a empresa desenvolve dois trabalhos paralelos com os chamados alimentos funcionais, produtos que têm propriedades medicinais na prevenção de doenças.


Em Londrina, o pesquisador José Marcos Gontijo Mandarino conduz estudos com a soja e suas propriedades. Ele destaca o valor dos grãos na prevenção e redução de riscos de males hormonais como o câncer de mama, de colo de útero e de próstata. A soja ainda trabalha na redução dos índices de colesterol, no combate à osteoporose e atua como um anti-oxidante natural.


O pesquisador orienta no consumo diário da soja. "O ideal é começar no fim da adolescência. A soja é um alimento com propriedades preventivas. Depois que o mal ou doença se manifesta não adianta". Ele avalia que 60g de grãos de soja é uma quantidade boa para ser consumida diariamente. Mandarino ainda diz que a soja pode ser inserida na alimentação aos poucos. "Qualquer receita de bolos pode receber soja. É só substituir até um terço da farinha de trigo por farinha de soja."


Para ajudar a incluir a soja no prato do brasileiro, a Embrapa desenvolveu um site com diversas receitas de pratos salgados e sobremesas à base de soja. Algumas das delícias podem ser encontradas no endereço http://www.cnpso.embrapa.br/receitas.php.


Outra defensora da mudança no cardápio do brasileiro é a Dra. Araildes Fontes Urben. Ela é a responsável por uma pesquisa sobre cogumelos em Brasília. O estudo tem apontado bons resultados na prevenção de males como o melanoma e doenças viróticas. A pesquisadora considera o alimento pouco acessível ao público, mas é otimista. "Há dez anos não se encontrava nada além do champignon. Agora já achamos o cogumelo-piedade, shitake, shimeji, champignon-de-paris e cogumelo-gigante, entre outras variações."


A pesquisadora vê ainda um interesse maior da população em uma alimentação mais saudável. "A procura pelos cursos ministrados pela Embrapa aumentou consideravelmente", aponta. Ela explica que os cogumelos têm o dobro de proteínas da carne bovina. "É um alimento muito rico em fibras e vitaminas dos grupos B, C e D."


Como medida preventiva, a Dra. Araildes acredita que o consumo de 5g a 10g diariamente é o suficiente, e o cogumelo pode ser inserido na dieta em sopas e chás. Apostando no sucesso dos cogumelos junto ao paladar dos brasileiros, ela escreveu um livro de receitas chamado Cogumelo e Suas Delícias, à venda no site da livraria da Embrapa (http://www.sct.embrapa.br/Liv). São 65 receitas sobre como preparar os mais variados tipos de cogumelos.

Nenhum comentário: