05 junho 2009

Microondas

Hoje, todo mundo faz alguma coisa no microondas, nem que seja só esquentar comida.
Mas ele poderia ser bem melhor aproveitado.
Nele, há tres niveis de potencia. A mais baixa serve para alimentos mais delicados, como esquentar um queijo ou derreter manteiga. A potência média, que é endereçada mais para o arroz e a potência alta, para um alimento mais denso, assar uma carne ou preparar um pudim, explica Alessandra Couto, gerente de produtos.
Materiais que você pode colocar no microondas: tudo o que for de vidro, louça, cerâmica e plásticos que sejam indicados para este uso. Entre os refratários, prefira pratos redondos que distribuem melhor o calor.
Jamais coloque no micro: plástico comum, que pode derreter e soltar toxinas, qualquer objeto de metal como ferro e alumínio, inclusive as quentinhas sem proteção. Cuidado inclusive com louças que tem filetes decorativos em metal, pois causam faíscas que podem queimar a válvula do equipamento. Isopor também não porque contamina os alimentos. O acessório numero um são as tampas plásticas, que mantém a umidade e protegem contra respingos.
A especialista em microondas Evelin Duarte explica que ninguém precisa ter medo das microondas, pois elas não contaminam os alimentos. “As microondas estão em um plano semelhante as ondas de rádio, de televisão, de telefonia, telecomunicações. Não são ondas perigosas à saúde”, afirma ela.
Todas os alimentos que tem casca, pele ou membranas precisam ser furados pra que o vapor tenha por onde escapar, senão podem explodir dentro do micro.
Fazendo ovo no microondas: Sempre sem casca, com a clara e a gema furadas com palito de dente e tampados pra não fazer sujeira no micro. Gema mole: 40 segundos, ovo firme: 1 minuto.
Salsicha: se faz sem água como se fosse frita, de aperitivo. Cortar em pedacinhos e espetar palitos. Um minuto pra cada salsicha.
Crouton, ou cubinhos torrados de pão de forma: Seis fatias de pão de forma temperadas e picadas. Um minuto pra cada fatia. Apos a primeira metade do tempo, de uma mexidinha pra tostar por igual.
Bacon: forrar um refratário com duas folhas de papel toalha, em seguida colocar as fatias de bacon sobre estas duas folhas de papel toalha e colocar mais duas folhas de papel sobre o bacon: 1 minuto pra cada fatia.
Pipoca no microondas: use o milho ao natural. São cinco colheres de sopa, para outras cinco de água. A pipoca demora um pouco pra começar a estourar, mais ou menos depois de uns seis minutos e aí não para mais. Enquanto estiver estourando, você pode acrescentar mais um minuto por vez até ver que está no ponto.
Cozinhar legumes no micro é fácil e evita a perda de nutrientes na água. Quanto mais você pica, mais rápido ele cozinha. Não esqueça de tirar ou furar as cascas. Água é só pingadinha, para hidratar. Para cada meio quilo, no máximo um quarto de xícara.
Para esquentar líquidos, cuidado pra não exagerar no tempo. “Para você não correr riscos de espirrar, de acontecer um acidente, espere 15 segundos ou mexa com uma colherinha ou vá de minuto a minuto até a temperatura ideal”, explica Evelin.
Se biscoitos ou salgadinhos estiverem passados, amolecidos, deixe cerca de um minuto no micro para cada 200 gramas. Espere cinco minutos e veja como fica crocante de novo.
Se você esqueceu de usar a tampa e o microondas ficou respingado e sujo - lave como manda o manual - retire o prato redondo, e lave normalmente com esponja e sabão neutro. Retire o aparelho da tomada e só então lave por dentro com esponja e sabão, em todas as partes. Não esqueça da porta e do batente. Depois seque muito bem.
Para completar o dia, aproveite para esterilizar a buchinha da cozinha. Pode estar molhada com um pouco de sabão, parte amarela pra cima. Ligue por dois minutos e ela fica nova.

Para descongelar carne, nada de ir apertando vários minutos na primeira potencia. Tem que botar no ‘descongelar’ e selecionar o peso da carne. Com 300 gramas, o microondas avisou para virar a carne após dois minutos de funcionamento. Tem que obedecer, senão a carne acaba cozinhando.

Nenhum comentário: