14 março 2010

Chocolate é Tudo de Bom



Chocolate é um alimento equilibrado do ponto e vista nutricional. “Ele contém carboidratos (50%), gorduras (35%) e proteínas (15%) em valores próximos proporcionalmente, ao recomendado em uma dieta saudável”, afirma a nutricionista e professora da Universidade de Brasília (UnB), Eliane Said Dutra. Além disso, é rico em cálcio e ferro. Para se ter uma idéia, a quantidade de cálcio corresponde a 25% das necessidades diárias de uma mulher adulta e cerca de 40% de ferro.

Porém, é um alimento que deve ser saboreado com moderação, porque engorda. “Se a pessoa está dentro do peso saudável e ingerir até 50g (ou aproximadamente 275 Kcal) por dia não há problemas, mas se estiver levemente acima do peso ou obesa, deve evitar seu consumo ou comer no máximo 30g (aproximadamente 165 Kcal) eventualmente. Isso corresponde a uma barrinha pequena para não favorecer ainda mais o ganho de peso”, garante Eliane.

Quem está acima do peso deve passar longe dos diets. Esse chocolate é específico para diabéticos, por não conter açúcar, mas para compensar a ausência do ingrediente, as indústrias utilizam mais gordura que o usual, com o objetivo de alcançar a textura adequada. Resultado: ele tem mais calorias que o chocolate comum.

Um estudo da Escola de Medicina da Pensilvânia, nos Estados Unidos, não encontrou relação de causa-efeito entre chocolate e acne. “As glândulas sebáceas não respondem diretamente aos alimentos e sim aos hormônios”, explica a nutricionista.

Outro mito revelado por Eliane refere-se às alergias. Em geral, elas são atribuídas ao chocolate, mas a causa pode estar no leite ou nos conservantes que fazem parte da sua composição.

Efeitos no organismo

Além de tudo isso, chocolate contém uma substância chamada metilxantina, que curiosamente provoca sensações de bem-estar semelhantes, porém em escala bem menor, que a Cannabis sativa. E o vício do qual algumas pessoas tentam se livrar pode ser ocasionado pelas substâncias de sua composição que se ligam no cérebro aos receptores para opióides, substâncias que causam dependência.

Outra ação relacionada ao bem-estar é o aumento da produção de fenilfetilamina, uma substância do grupo das endorfinas, que dá a mesma sensação de estar apaixonado. Mas, reações estimulantes, ao contrário, não podem ser atribuídas ao doce. Ele contém cafeína em quantidades mínimas, que correspondem a 5% de uma xícara de café.

Além de tudo isso, ninguem pode negar que chocolate é uma delícia !

Fonte: Assessoria de Comunicação da UnB
http://www.saudeemmovimento.com.br/

2 comentários:

Bete disse...

É verdade choolate é tudo de bom mesmo amiga.Cheguei na hora certa e no lugar certo, o que mais preciso no momento é de uma alimentação saudável. Amei a postagem...parabéns!
Bjs e um ótimo dia!

Arte&Reciclagem, ReceitasSaúde e ReciclagemdasLetras disse...

Bete, obrigada pelo comentário. Bjs