28 março 2010


Amado por uns, Odiado por outros: a verdade é que amo café !

Li aqui,  "O aroma do café e a fisiologia da paixão", e achei que tinha tudo a ver, porque quando sentimos esse perfume a sensação de bem estar nos remete a paixão mesmo, lembranças deliciosas da família, enfim, café é tudo de bom. Além de ser uma delícia, estudos recentes atribuem ao café poderes anti cancer, anti diabetes http://www.cafeesaude.com.br/, entre outras maravilhas. Vou continuar tomando meu cafezinho moderadamente pelas manhãs e após as refeições do dia, a noite não recomendo porque pessoas mais sensíveis podem ter dificuldade para dormir. Eu particularmente, posso tomar café o dia todo que não afeta meu sono. Tomo por prazer mesmo, mas se vier associado a saúde, melhor ainda.
Eis algumas dicas pra coar um cafezinho mais gostoso nas suas manhãs, ou no lanche da tarde.


"-Usar sempre água filtrada;

- Não deixar a água ferver para não alterar a acidez do café. Para saber o ponto certo, é preciso observar se a água está em movimento, mas sem bolhas grandes;

- Guarde o pó de café na geladeira depois de aberto para preservar os aromas da bebida;

- Não coloque o açúcar junto com a água. Ele muda o ponto de ebulição do líquido e forma um xarope, que altera o sabor do café;

- Cravo e canela em pau podem ser colocados junto com a água para obter um sabor diferenciado;

- O coador de pano deve ser guardado em um recipiente com água, dentro da geladeira. Antes de usar, é preciso escaldá-lo;

- A bebida deve ser consumida em até vinte minutos depois de pronta. Se sobrar, você pode congelar em formas de gelo e bater com sorvete para fazer um drinque gelado;

- Um pó de boa qualidade é essencial para um café mais saboroso;

- Na hora de coar, molhe todo o pó e não fique mexendo com a colher. A água deve passar pelo café para que ele não fique amargo;

- Se utilizar uma garrafa térmica, o café deve ser consumido até 1 hora depois de pronto. O recipiente deve ser lavado com água e detergente neutro depois do uso. Esporadicamente, pode ser colocado de molho com um pouco de bicarbonato ou vinagre"


http://comida.ig.com.br/

14 março 2010

Chocolate é Tudo de Bom



Chocolate é um alimento equilibrado do ponto e vista nutricional. “Ele contém carboidratos (50%), gorduras (35%) e proteínas (15%) em valores próximos proporcionalmente, ao recomendado em uma dieta saudável”, afirma a nutricionista e professora da Universidade de Brasília (UnB), Eliane Said Dutra. Além disso, é rico em cálcio e ferro. Para se ter uma idéia, a quantidade de cálcio corresponde a 25% das necessidades diárias de uma mulher adulta e cerca de 40% de ferro.

Porém, é um alimento que deve ser saboreado com moderação, porque engorda. “Se a pessoa está dentro do peso saudável e ingerir até 50g (ou aproximadamente 275 Kcal) por dia não há problemas, mas se estiver levemente acima do peso ou obesa, deve evitar seu consumo ou comer no máximo 30g (aproximadamente 165 Kcal) eventualmente. Isso corresponde a uma barrinha pequena para não favorecer ainda mais o ganho de peso”, garante Eliane.

Quem está acima do peso deve passar longe dos diets. Esse chocolate é específico para diabéticos, por não conter açúcar, mas para compensar a ausência do ingrediente, as indústrias utilizam mais gordura que o usual, com o objetivo de alcançar a textura adequada. Resultado: ele tem mais calorias que o chocolate comum.

Um estudo da Escola de Medicina da Pensilvânia, nos Estados Unidos, não encontrou relação de causa-efeito entre chocolate e acne. “As glândulas sebáceas não respondem diretamente aos alimentos e sim aos hormônios”, explica a nutricionista.

Outro mito revelado por Eliane refere-se às alergias. Em geral, elas são atribuídas ao chocolate, mas a causa pode estar no leite ou nos conservantes que fazem parte da sua composição.

Efeitos no organismo

Além de tudo isso, chocolate contém uma substância chamada metilxantina, que curiosamente provoca sensações de bem-estar semelhantes, porém em escala bem menor, que a Cannabis sativa. E o vício do qual algumas pessoas tentam se livrar pode ser ocasionado pelas substâncias de sua composição que se ligam no cérebro aos receptores para opióides, substâncias que causam dependência.

Outra ação relacionada ao bem-estar é o aumento da produção de fenilfetilamina, uma substância do grupo das endorfinas, que dá a mesma sensação de estar apaixonado. Mas, reações estimulantes, ao contrário, não podem ser atribuídas ao doce. Ele contém cafeína em quantidades mínimas, que correspondem a 5% de uma xícara de café.

Além de tudo isso, ninguem pode negar que chocolate é uma delícia !

Fonte: Assessoria de Comunicação da UnB
http://www.saudeemmovimento.com.br/