28 março 2014

Chocolate Amargo e o Coração



Chocolate amargo tem efeito protetor contra a inflamação, e portanto tem efeito benéfico sobre o coração.

Este é um novo efeito benigno do chocolate, demonstrado pela primeira vez num estudo populacional elaborado pelos laboratórios de Pesquisa e Investigação da Universidade Católica de Campobasso, em colaboração com o Instituto Nacional de Câncer de Milão.

Os resultados, publicados no Jornal de Nutrição, (a publicação oficial da Sociedade Americana de Nutrição), foram oriundos de um dos maiores estudos epidemiológicos jamais realizados na Europa, o “Projecto Moli-sani”, que envolveu  20.000 habitantes da região de Molise.

Os pesquisadores  chegaram na quantidade ideal de 6,7 gramas de chocolate por dia (correspondente a um pequeno quadrado de chocolate duas ou três vezes por semana). Para além destes montantes, os efeitos benéficos para a saúde podem desaparecer.

Em termos práticos, como a barra de chocolate mais comum é a de 100 gramas, o estudo afirma que consumir menos de metade de uma barra de chocolate preto por semana pode se tornar de fato um hábito de alimentação saudável e com benefícios nutricionais. 

Mas porquê chocolate preto? Estudos anteriores revelam que o leite interfere com a absorção de polifenóis, o que torna o chocolate preto mais eficaz.


“Talvez – diz Giovanni de Gaetano, Director de laboratórios de Pesquisa da Universidade Católica de Campobasso – o tempo venha a reconsiderar a pirâmide da dieta mediterrânica e retirar o chocolate preto do saco de guloseimas que são prejudiciais para a saúde”.



Fonte: Universidade Católica de Campobasso

Nenhum comentário: